sexta-feira, 2 de maio de 2008

passadeiras perigosas

Esta semana fiz um trabalho sobre passadeiras perigosas ali na zona da Ajuda. Passadeiras para peões que ficam em cima de paragens de autocarro. Visitámos três desses casos. O resultado pode ser visto aqui mas, não foi exactamente aquilo que eu pretendia. Mas isto é sempre assim. Há sempre uma "guerra" e confronto de posições entre redactores, fotógrafos e paginação.

A minha ideia era mostrar duas fotografias que se pudessem complementar.




As duas fotografias representam o mesmo local. No primeiro caso, podemos ver a dificuldade que um condutor tem de ver se há peões a atravessar a estrada pois temos um autocarro do nosso lado. Na segunda foto podemos perceber o local da passadeira e da paragem de autocarro e a existência de um peão a atravessar, que dificilmente é visto pelos carros da faixa em que seguíamos no exemplo de cima. Também se percebe a natureza da estrada, a descer, que propicia o aumento de velocidade, o que torna a situação ainda mais perigosa.

O exemplo que aparece na peça é noutro local, que mostra que a paragem de autocarro se encontra exactamente em cima da passadeira.

Bem, escusado será dizer (mas digo na mesma) que conduzir é um acto de extrema responsabilidade e que o melhor é estar sempre atento a situações destas. Estes, infelizmente, estão longe de ser casos isolados. Muitas vezes nos deparamos com passadeiras imediatamente a seguir a paragens de autocarro e, o grande erro, ultrapassamos o autocarro e não temos visibilidade para ver se há peões a atravessar a estrada.

3 comentários:

omlounge disse...

Ora, não podia estar mais de acordo. Vou-me alongar um pouco neste ponto, porque lido diáriamente com ele.
E a foto do interior do carro é excelente para ilustrar esse caso, quem não conduz não sabe, e quem não sabe é como quem não vê.

Moro num local prolífero em passadeiras, lombas, lombinhas, cruzamentos e rotundas.
O que noto?

1 - Excesso de carros estacionados antes das passadeiras, quando o poderiam fazer depois, sem que cortassem a visibilidade.
Adicionado a este factor, há uma empresa privada que está a explorar o estacionamento e que é muito eficaz em multar/bloquear quem está bem estacionado mas que apresentar alternativas para um espaço de estacionamento melhor, está quieto.

2 - Muitos, mas mesmo muitos peões não atravessam nas ditas passadeiras, quando estão nem a um metro de distância delas.

3 - Muitas crianças com patins, bicicletas e skates não sabem atravessar passadeiras e atiram-se literalmente a correr ou a rolar, provocando situações muito perigosas e acidentes.
Da forma como os pais/avós não educam os seus filhos a atravessar na passadeira, isso reflecte-se invariávelmente na falta de respeito pelas ditas.

Afinal, os pais andam a pagar impostos municipais para o quê mesmo? Desperdícios nestes casos diria..-

4 - Vejo muitos jovens, quando se passeiam em grupos, ao passar na passadeira fazem por provocar atravessando mais lentamente e a 'brincar' para o carro parado.

5 - Várias paragens de autocarro precisamente como exemplificas nessas fotos.
Como se não bastasse são raras as pessoas que atravessam nas ditas passadeiras, atiram-se à estrada pela retaguarda do autocarro e nem pensam que os carros do outro lado da via não têm visibilidade sobre quando elas vão a passar.

Enfim, é selvático e um problema muito maior do que se julga. Por mais que o condutor seja cauteloso com tanta probabilidade solta e à deriva sem eira nem beira é natural que os acidentes ocorram com mais frequência.

Serjones disse...

gostei mto da proposta do teu blog, principalmente por poder saber como é a rotina de um fotógrafo em portugal, país pelo qual tenho grande apreço.

Sara M. disse...

omlounge,
é isso mesmo!

serjones,
ainda nao sou bem uma fotógrafa. ainda nao me considero isso. sou aprendiz :)