quarta-feira, 9 de abril de 2008

2º dia. pânico

Nem sei por onde começar a descrever esta nova experiência. Ainda tudo é estranho. Ainda não me ambientei ao local e às pessoas. Ainda passo 90% do tempo a ver fazer. Mas estou a gostar.
Hoje tive um desafio enorme. Já ontem tinha saído para tirar fotos mas a acompanhar um fotógrafo e até acabou por não dar muito resultado, chegámos uns minutos atrasados e já não deu para tirar as fotos que era suposto. Mas hoje, fui sozinha (com um jornalista, novito). Já tinha visto na agenda esse trabalho e por acaso tinha pensado "ah, era porreiro fazer isto". Mas nunca pensei que fosse para ir sozinha. Mas disse que sim e lá fui a tremer por todo o lado. A princípio a indicação era a de um ensaio da banda gnr com a GNR. Mas afinal não era ensaio. Era uma conversa informal para a imprensa. Pânico.
Apanhámos um táxi e lá fomos nós. Sair do Marquês em dias de chuva é o caos. Trânsito, trânsito e mais trânsito. Chegámos ao quartel da GNR passavam uns 2 minutos da hora marcada. Não era ali! Era no quartel do exército, ao fundo da rua. Entretanto já tínhamos deixado fugir o táxi e não podíamos apanhar outro porque só tínhamos mais uma viagem e era para voltar para a redacção. Chovia. Aquilo ainda era longe. Tentámos apanhar boleia com alguém que saísse dali mas sem sorte. Ok, não havia tempo, vamos lá tentar apanhar um autocarro. Chegados à paragem, sem autocarro, olhamos um para o outro e.. "ok, é melhor ir andando a pé". À chuva. Sem chapéu, claro.
Chegámos um pouco molhados. E afinal ainda não estávamos atrasados, ainda não tinha começado. Boa, menos mal.
Bem, depois veio o pânico. Sala escura, cheia de coisas. Fotógrafos com grandes máquinas e flash, claro. A Sara ia com uma D80 e sem flash. O Rui Coutinho já me tinha avisado para usar 800 de iso. Mas, nem assim dava, tive de subir aos 1000. Era um de cada vez a tirar as fotos. Eu fiquei para último e ia vendo o pessoal. Um até usou 2 flashs externos. Quando chegou a minha vez, pedi para irem para o fundo da sala e acender umas luzes que lá havia. Pânico. Eles estavam fartos de fotos, queriam era despachar aquilo. Mas eu lá disse "ah, é o meu primeiro trabalho...", então eles lá foram mais pacientes. O maestro da GNR ainda brincou: "que azar que teve, calhar logo isto, mas olhe, diga lá que se não ficar bem a culpa foi nossa". Lá tirei umas quantas, de ângulos diferentes e tal mas a coisa não estava a correr lá muito bem. Entretanto ouvi "mas a miúda nunca mais acaba?". "Sim, estou quase" disse, não estava mas tive de passar a estar, pensei: ok, como ficar, ficou, vou ser despedida.
Depois houve tempo para os jornalistas falarem com eles, eu fui tirando umas fotos às pautas que por lá estavam e a ver o que tinha conseguido. Nada de especial. Estava preocupada.
Acabou a conversa com os jornalistas e ainda fomos ao quartel da GNR para tirar mais umas fotos. Na rua a luz já estava melhor mas agora o problema era a ameaça de chuva e o pouco tempo.
Bem, em conclusão, amanhã vou ter uma foto no DN, a primeira desde que por lá trabalho mas, não me consigo orgulhar muito dela porque sei que não está nada de especial. Espero que da próxima corra melhor.

A primeira é a que sai amanhã.



6 comentários:

S.Y.Rodrigues - disse...

Oh, bem mas que grande aventura!!:) Para primeiro dia não está nada mau!! Nada mau mesmo, sim senhora! Parabéns! E se é de Pânico que estás a falar, bom então nesse caso seria melhor consultares uma psicóloga:)lol
Não, agora a sério! Está lindo! Por causa de ti vou comprar o jornal! O primeiro dia da Sara, mas melhores dias virão, claro!! Força aí!

Rodrigo Cabrita disse...

Sara, como diz o RC, não está completamente mau.

Cumpriste. Não está nada demais, mas quem com tão pouco tempo faria melhor?Pouca gente...com o tempo que se têm neste serviços bem que podias lá estar tu, eu ou outro qualquer que a coisa saíria da mesma maneira! Ás vezes não há volta a dar...

Por isso, don´t worry! Um dia, com tempo, digo-te de que forma eu trabalho. Pode ser que possas aplicar. Não há fórmulas perfeitas.

Vai ser raro eu aparecer por aqui. Hj tive um tempinho e achei que te devia dar uma força! Vai correr tudo bem. Toda a gente falha! Toda! Falaremos com mais calma. Beijos e prá frente é o caminho!

chapa disse...

Ao princípio estranhas, mas depois entranhas. Boa sorte.

Anónimo disse...

Oh Sarita!
Não desanimes! Eu gostei da fotografia. :-)
Há uns dias melhores que outros e tenho a certeza que o teu trabalho vai ser reconhecido, pois conheço o teu talento.
Força!
Beijinhos!
Marcos Melo

omlounge disse...

breathe in, breathe out. :)
e a última tem um tom 'cómico' que me agrada :D

amanhã será melhor, confiança e sentido de humor! :D

Nuno Sousa disse...

Ser fotografo é mais dificil do que parece. Até os pintores têm tarefa facilitada porque colocam os elementos onde querem mesmo que lá não estejam. Imagino que não deve ser fácil fotografr... GNR's...

dasse!!!

parabéns pelas fotos. Apesar de tudo estão boas.

Continua!!!