sábado, 6 de setembro de 2008

o lado verde da GNR





© sara matos

Reportagem sobre o SEPNA (Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente) que pode ser vista na NS de hoje. As fotos que estão em cima não correspondem exactamente àquelas que foram publicadas. Mas apetece-me mostrar estas. Tive pena de, por exemplo, não ter sido publicada a primeira. Gosto dela.
Ah, é a minha primeira reportagem numa revista.

Pode ser vista (e lida) aqui no pdf.

12 comentários:

Analog Girl disse...

Ena! Parabens pela reportagem (fotoreportagem...?)
Gosto muito das fotos, e concordo contigo, a primeira tem qualquer coisa!

Sara M. disse...

;)

nao é bem fotoreportagem. é mais fotografia da reportagem. pq está a acompanhar a reportagem escrita (que conta mais que as fotos).

apesar de nao ter saído tal como eu achava que ficava melhor, é o início.

ainda nao arranjei o pdf

pingo de chá disse...

Pode não ter saído como esperado, mas adorei as fotografias!!

Ainda noutro dia estava de carro com o meu namorado e passámos por uma carrinha da GNR muito atípica: levava uma mangueira parecida c as dos bombeiros e outros utensílios... Foi então que ele me explicou que a GNR tinha essa divisão para o ambiente! Eu desconhecia tal coisa... Mas fiquei com uma sensação de contentamento interior: afinal há alguém que se preocupa!!

Bjinhos e parabéns pelas fotografias :)

patologista disse...

Parabéns. Muitas outras se seguirão, de certeza.

ergela disse...

Boa reportagem Sara, tambem gosto da primeira, gostava de ver as outras (caso possível) para emitir uma opinião mais concreta.

Então! Andas-te de lançha rápida?
Muito receio, já não digo medo, porque os foto-jornalistas não têm medo, verdade?

Sara M. disse...

pingo de chá,
obrigada pelo comentário.
eu antes tb nao sabia que eles tinham este serviço.

patologista,
obrigada pela força. espero que tenhas razão.

ergela,
já está disponível o pdf para poderes ver o que saiu. dps diz a tua opinião.
medo? receio? naaa. enfim, devo confessar q qdo me cheguei mais para a ponta da lancha (na zona traseira) e comecei a sentir a agua nos pés, pensei: ok.. nao posso vir tanto para trás. lol
mas.. gostei bastante da experiência. pena ser tao pequeno aquilo (imagina: os 2 gnrs, eu e o jornalista lá dentro..).

ergela disse...

É certo que por vezes as regras do jornalismo deixam pouco espaço aos foto-jornalistas para expandir a sua criativide(ditaduras dos editores), devo-te dizer que gosto mais da fotografia central aquela que introduz a matéria, pelo simples facto que tu com esta fotografia de ângulo aberto praticamente dizes todo ao que vieram e isso para mim é que jornalismo que o caso concreto de que estamos aqui a analizar.
Continua, vais-te fazer uma grande fazedoura de fotografias, disso tenho a certeza.

Sara M. disse...

ergela (gostava de saber o teu nome verdadeiro),

sim, é verdade que a imagem central, a maior, mostra o sítio mas, por ex, se leres o 1º paragrafo do texto e olhares para as fotos.. pensas: onde estao os lagostins? onde está a acção no barco? quem vê as fotos nao percebe que o fotografo tb andou de barco. quem le o texto fica com a ideia que o jornalista andou.

eu acho o trab de edição complicado. tb tenho feito algum e é spe dificil optar por determinada foto e nao por outra. eu mesma ao mandar as fotos para a reportagem, mandei 13 e nao menos. pq também tinha duvidas - e nao fazia ideia de quantas iam entrar. mas, vendo agr, estas que tenho no blog talvez tenham mais acção. percebes a minha ideia?

mas obrigada pela tua opiniao e pela força!
;)

ergela disse...

Quem sabe um dia os acasos da vida nos juntem.
Estou aqui para ajudar quem começa como é o teu caso agora, porque também gostei que muitos colegas na altura me ajudaram honestamente e desinteressadamente,(só um exemplo:Alaxandre Bordalo etc.)grande amigo que nunca mais esqueço.
Não te inibas sempre que precisares de uma opinião e ela estiver dentro dos meus conhecimentos técnicos, nunca deixes de ser humilde, porque só assim crescemos na profissão e na vida.

Only Words disse...

Muito bem, estou a ver que estás a "crescer", o que é muito bom! Gostei das fotografias, mas como alguém aqui já mencionou, foi pena não terem publicado a 1º imagem. Só um conselho, tenta ser mais ousada no momento de enquadramento das fotos, sem esquecer as regras básicas. Sê "atrevida". Não quero com isto dizer que não gostei do que vi, ok?! Parabéns!

joana vieira disse...

bonitas as tuas fotos, gostei :)

beijinho!

silvia disse...

Oh, n acredito que ainda não te deixei um comentário neste post... Concordo contigo: a escolha das fotos para acompanhar a reportagem escrita não foi a mais feliz. Têm qualidade, claro. Mas houve algumas que ficaram de fora e que eram muito mais ilustrativas do texto...é uma questão editorial. Nada a dizer das tuas fotos...ou melhor, o de sempre. Muito boas! Caminhas a passos largos para aquilo que pretendes da vida e das fotografias.